Sobre não fazer nada


Já reparou como é difícil não fazer nada? Dormir não conta, muito menos ficar parado. Fazer nada requer muito esforço… Silenciar a mente, acalmar o coração. Apenas respirar, naturalmente e sem esforço. Fazer nada vai além da serenidade externa. 

Momentos como esse são raros ao longo da vida e geralmente causam aflição naqueles que não estão preparados. Tem gente que não sabe relaxar, se permitir sentir o momento, o ar entrando nos pulmões, o sol alimentando a pele…

Numa tarde de domingo, em que já havia resolvido tudo que precisava, sentou na escada e observou a luz lateral que entrava pela janela. O feixe de sol revelava pequenas partículas no ar,  que pareciam dançar lentamente indiferentes à ela. Não sabia dizer o que era aquilo, mas formava uma cena bonita, sem dúvida.

Após algum tempo, ouviu aquela voz no fundo da mente lhe dizendo para levantar e fazer outras coisas. Entorpecida, continuou imóvel observando aquela dança discreta e a voz foi ficando cada vez mais abafada. 

Não se sabe por quanto tempo permaneceu ali. Poderiam ser horas ou apenas minutos, já não importava. Aquela inércia lhe sintonizou os pensamentos, conectou com o mundo e alinhou a alma. 

Fazer nada requer muito esforço. 

Publicado por

Bianca Menti

Se você chegou até aqui procurando respostas, sinto muito, mas eu também não as tenho. (Tampouco acredito que alguém possa nos ajudar neste quesito). O engraçado é que quanto mais certeza eu tenho sobre esse fato, menos medo eu sinto. A vida é mesmo essa inquietude infinita que nos move sem termos muita segurança! Que assim seja, vamos desfrutá-la!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.