Rótulos 


Até um minuto atrás ela servia. Era considerada apropriada para as funções devidas. De repente a notícia, a mudança que aquelas palavras implicavam. E então ela não mais é necessária, útil. Seu status lhe é tirado, recebendo em troca o rótulo de fracassada. 

Os olhares de julgamento logo aparecem a sua volta, as perguntas giram em torno do que ela teria feito de errado. Porque sempre é preciso achar um culpado, uma justificativa. Os sorrisos são trocados por cochichos inquietos e os abraços por tapinhas nas costas. 
E ela parte. Com o rótulo na testa que diz “não mais suficiente”. Pelo caminho ficam as teorias, as indagações, as fofocas. Mal sabem eles que às vezes o problema não está na pessoa que calça o sapato ou no próprio calçado, às vezes, o erro está em insistir numa combinação que não mais encaixa. 

Publicado por

Bianca Menti

Se você chegou até aqui procurando respostas, sinto muito, mas eu também não as tenho. (Tampouco acredito que alguém possa nos ajudar neste quesito). O engraçado é que quanto mais certeza eu tenho sobre esse fato, menos medo eu sinto. A vida é mesmo essa inquietude infinita que nos move sem termos muita segurança! Que assim seja, vamos desfrutá-la!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.