Distração

Ela se distrai, ele lhe invade. Os pensamentos, a pulsação, as cores e os cheiros. Tudo passa a girar lenta e dolorosamente. Nada lhe apetece. Apenas as lembranças dos momentos. Vida que flui, muda e também atropela.

O que fazer então?

Negar esse jardim secreto de emoções não é mais possível. As plantas de sensações já estão ultrapassando os muros e se infiltrando nas calçadas da rotina.

Quem vê de fora não percebe, mas há muita vida detrás daquelas paredes. Tanta história, sem ninguém para quem poder contar.

Publicado por

Bianca Menti

Se você chegou até aqui procurando respostas, sinto muito, mas eu também não as tenho. (Tampouco acredito que alguém possa nos ajudar neste quesito). O engraçado é que quanto mais certeza eu tenho sobre esse fato, menos medo eu sinto. A vida é mesmo essa inquietude infinita que nos move sem termos muita segurança! Que assim seja, vamos desfrutá-la!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.